Notícias Fecomercio

4 de janeiro de 2018

Faturamento do setor de serviços cresce pelo 11º mês consecutivo e atinge R$ 24,8 bilhões em novembro


Segundo pesquisa da FecomercioSP, redução da taxa de desemprego e quedas dos juros e da inflação contribuíram positivamente para a melhora da confiança dos empresários e consumidores

Pelo 11º mês consecutivo, o faturamento real do setor de serviços na cidade de São Paulo apresentou alta no comparativo anual. Em novembro, as receitas atingiram R$ 24,8 bilhões, aumento de 12,8% em relação ao mesmo mês do ano passado, o que representa R$ 2,8 bilhões a mais em vendas. É a segunda maior cifra registrada em um mês de novembro pelo setor de serviços paulistano desde o início da série histórica da pesquisa, em 2010. No acumulado do ano, o faturamento real cresceu 5,9%, chegando a R$ 261,2 bilhões. No acumulado dos últimos 12 meses, a alta nas receitas foi de 5,3% – quinto resultado positivo consecutivo, após um período de 22 meses registrando quedas.

Os dados são da Pesquisa Conjuntural do Setor de Serviços (PCSS), elaborada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Das 13 atividades pesquisadas, dez registraram crescimento no faturamento em novembro, na comparação com o mesmo mês do ano passado, e garantiram o bom resultado do setor. Os destaques ficaram por conta das seguintes atividades: Agenciamento, corretagem e intermediação (32,7%); Saúde (19,6%); Serviços bancários, financeiros e securitários (17,9%); Outros serviços (17,3%); Turismo, hospedagem, eventos e assemelhados (13,7%); e Jurídicos, econômicos, técnico-administrativos (12,3%). Juntas, essas seis atividades colaboraram positivamente com 12,1 pontos porcentuais (p.p.) para o resultado geral.

Veja os detalhes aqui.

Voltar para Notícias

parceiros